segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Em Joinville

O que estou fazendo em Joinville, às 8h43 desta manhã de 11 de janeiro? Estamos, como sabem, em viagem de férias e antes de sairmos de Brasília o carro foi revisado. Entretanto, já em Brasilândia de Minas notamos que parecia haver um vasamento no carro. Fomos completando a água.
Ontem, prestes a subirmos a serra para Curitiba, o carro apresentou superaquecimento. Estávamos perto de Joinville e agora eu e Lucas estamos aqui no computador do hotel, enquanto o Claudio está assistindo ao conserto do carro numa oficina em frente.
Ao entrarmos na cidade, não o fizemos pela entrada principal porque perdemos a ocasião de tomar a pista que levava a ela. Ingressamos em Joinville pela entrada norte e nos informamos do caminho para o centro. Imediatamente ao dobrar à direita num posto para o centro vimos a placa do Hotel Le Cannard, onde estamos agora. Já o conhecíamos de outra passagem por aqui, e pagamos a menor diária desta viagem por uma acomodação bem confortável e até luxuosa.
Hoje, procuramos por um mecânico. Há um bem em frente ao hotel. O conserto já está sendo feito.
Quero apenas acrescentar: ao sair de Porto Alegre ontem, como fazemos sempre, oramos especialmente por nossa viagem. Creio que Deus permitiu que o carro apresentasse um defeito aqui perto para que encontrássemos um bom hotel para repousar e um lugar adequado para consertá-lo. Entramos por um caminho que nos trouxe exatamente até este hotel em frente à oficina.
Em tudo dai graças.
Espero mais tarde retomar o caminho para Curitiba. Creio que não conseguiremos chegar ainda hoje a Socorro, onde mora meu irmão e é nosso próximo objetivo neste percurso, mas sei que estaremos sendo guiados por uma boa rota.

2 comentários:

  1. De fato, Celina, somos advertidos pelo apóstolo Tiago para que em tudo quanto formos fazer, busquemos a orientação de Deus:
    Eia, agora, vós que dizeis: Hoje ou amanhã, iremos a tal cidade, e lá passaremos um ano, e contrataremos, e ganharemos. Digo-vos que não sabeis o que acontecerá amanhã. Porque que é a vossa vida? É um vapor que aparece por um pouco e depois se desvanece. Em lugar do que devíeis dizer: Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo. (Tiago 4.13-15)
    Que nosso Deus, na mediação de Jesus Cristo e no poder do Espírito Santo, continue sendo o vosso orientador nessas estradas do nosso imenso Brasil.

    Com a graça e a paz do Senhor Jesus,

    Rivaldo.

    ResponderExcluir
  2. Interessante, professor, que não conseguimos ir mesmo à cidade de Socorro, onde mora meu irmão, porque nos perdemos no estado de são Paulo e viemos diretamente para Brasília no dia seguinte ao deste post.
    Assim, seu comentário é muito, muito pertinente.
    Espero visitar meu irmão numa ocasião adequada.
    Celina

    ResponderExcluir