quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Dia da ênfase contra o abuso e a violência

Nesta semana nossa igreja dedicará um dia à ênfase contra o abuso e a violência doméstica. Mesmo em lares cristãos, infelizmente, há situações de violência, física ou psicológica, contra principalmente crianças, mulheres e idosos. E isso pode estar mais próximo de nós  do que julgamos.
É oportuno lembrar uma carta escrita no século XIX pela escritora cristã Ellen White a um esposo arbitrário.

"Tua vida seria muito mais feliz se não sentisses que estás investido de absoluta autoridade porque és marido e pai. tua conduta mostra que interpretas mal tua posição de marido, isto é, laço de união do lar. És nervoso e ditatorial e muitas vezes manifestas grande falta de senso, de maneira que em qualquer tempo  que considerares tua conduta nessas ocasiões, ela não pode parecer razoável para com tua esposa e teus filhos. Uma vez havendo tomado uma posição, raramente te mostras disposto a dela afastar-te. Estás determinado a executar teus planos, quando muitas vezes não estás seguindo reto curso e devias notá-lo. O que necessitas é mais, muito mais, de amor, de longanimidade, e menos de determinação de seguir tua maneira de sentir tanto em palavaras como em obras. No curso que estás agora perseguindo, em vez de seres um laço de união da família, serás como um torno para comprimir e martirizar a outros." (Carta 19a, 1891)
"Tens pontos de vista peculiares com respeito à condução da família. Exerces um poder independente, arbitrário, que não permite liberdade de opiniões em torno de ti. Pensas que és suficiente para ser a cabeça em tua família e entendes que tua cabeça é suficiente para mover cada membro, como uma máquina funciona nas mãos do operador. Ditas e assumes autoridade. Isto desagrada o Céu e fere os santos anjos. Tesns-te conduzido em tua família como se unicamente fosses capaz de auto-governo. Ofendes-te se tua esposa se aventura a opor-se a tuas opiniões ou questiona tuas decisões". Testimonies, Vol. 2, p. 253.

4 comentários:

  1. OI celina infelizmente podemos encontrar em lares cristãos esse tipo de atitude. Que essa campanha produza grandes frutos.

    Uma boa noite

    ResponderExcluir
  2. Mamãe do Danielzinho25 de agosto de 2011 17:02

    Oi Celina,
    É muito importante mesmo essa ação da sua igreja contra a violência domestica, que é mais comum do que a gente imagina.
    um beijo,
    Lauri

    ResponderExcluir
  3. Olá minha amiga,

    Qto tempo.

    Fiquei sumida por uns dias.

    Percebemos que a violência está aumentando a cada dia mais, os valores morais se perdendo.

    Que triste.

    A Igreja precisa se mobilizar e tentar mudar as estatísticas.

    beijos
    Su

    ResponderExcluir
  4. Oi Celina!
    Amiga, que essa campanha ajude a muitos, pois sabemos que a violência em casa e o bullyng nas escolas tem sido cada vez mais frequênte.
    Beijos amiga e uma abneçoada semana.

    ResponderExcluir