sábado, 10 de agosto de 2013

Assim como perdoamos


Era o meio da tarde de sexta-feira. A avó havia terminado a arrumação da cozinha e esperava o neto, já adolescente, que morava em sua companhia, para irem ao shopping. Havia prometido um presente para ele pelo aniversário e iriam escolher juntos. Ele havia saído para a aula de educação física da escola e devia ainda cortar o cabelo antes de saírem. O avô estava particularmente feliz naquele dia. Havia recebido um telefonema da escola de música, onde fizera um teste, para chamá-lo para fazer a matrícula. Além disso haveria um músico convidado na igreja no sábado e a orquestra tocaria com todos os músicos neste dia. À noite haveria ensaio. Também seria o sábado anterior ao Dia dos Pais e deveria haver homenagens aos pais durante o momento de estudo da Palavra. 
A avó começou a preocupar-se, pois o menino estava demorando. Com uma intuição, foi ao quarto e não achou sua mochila. Os livros estavam em cima da escrivaninha. Lembrou-se de que ele havia pedido para ir já na sexta-feira para a casa da família de seu pai para comemorar a data durante todo o fim de semana, mas ficou combinado que iria somente no sábado à tarde, após irem juntos à igreja.
O celular deu um pequeno toque. Ao abrir a mensagem, viu a confirmação. Pela primeira vez, o menino não cumprira o combinado e, empolgado pela independência que a idade lhe proporcionava, não fora à escola para a aula de futebol e tomara um ônibus para o bairro da cidade onde moram o pai e os familiares paternos sem avisar. Ficou surpresa com a mensagem, mas ao mesmo tempo tocada pelo pedido: "Desculpa, voh"! (Escrito assim, porque em celular é difícil encontrar acento.)"Estava com muita vontade de vir." A avó pensou em como dar essa notícia para o esposo, que estava ansioso com o ensaio em conjunto com o neto, que também é músico, e, quem sabe, pela homenagem aos pais no dia seguinte. 
Resolveu mostrar a mensagem ao marido e pedir-lhe que simplesmente perdoasse. Após um primeiro momento, ele resolveu atender à mensagem e conversar depois com o neto. "Te amamos. Está desculpado, mas não faça isso de novo." - foi o retorno para a mensagem. O ensaio foi bom e a comemoração do Dia dos Pais na igreja, por algum motivo, foi adiada para o próximo fim de semana. 
O estudo da Bíblia nesta semana incluiu o versículo "Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como perdoamos aos nossos devedores." Que a graça e amor de nosso Deus e Pai Celestial reine em todas as famílias neste fim de semana em que comemoramos o Dia dos Pais!

Um comentário:

  1. Olá Celina

    Desejo neste dia um feliz dia dos pais para toda sua família. O perdão alivia a alma, bela reflexão. Bjs querida.

    ResponderExcluir