sábado, 15 de fevereiro de 2014

Recordações - meu primeiro local de trabalho

Prefeitura e Praça Buenos Aires em Porto Alegre

Nas férias, em janeiro, passei pelo meu primeiro local de trabalho. Era numa empresa pública - depois fui transferida pela mesma empresa para trabalhar em Brasília. Ficava num prédio - o edifício Comendador Azevedo - em frente à prefeitura de Porto Alegre.
Naquela época, havia duas horas para almoço, entre meio-dia e duas horas da tarde. Na rua próxima, a Sete de Setembro,  ficava o serviço de meu esposo e nos encontrávamos nesse horário para almoçar juntos.
Subíamos a ladeira da rua Gen. Câmara e íamos a uma pensão, numa rua perpendicular a essa ladeira, a Andrade Neves. Era a pensão da D. Zilda, uma senhora que conhecíamos da igreja. O cardápio era sempre saborosíssimo. Muitas pessoas almoçavam ali. 
Depois do almoço, descíamos de novo a Gen. Câmara e íamos sentar na praça da Alfândega, onde conversávamos um pouco antes de retornar para nossos respectivos locais de serviço.
Tempo bom aquele. Dificilmente hoje alguém tem duas horas de almoço, e não ouço mais falar de pensões que sirvam almoço "familiar", como era chamado. E também, depois dessa época, não tive mais ocasião de conversar com meu esposo ao meio-dia até me aposentar. 
Gosto de passar por esses lugares que me trazem boas recordações da minha juventude. O melhor é que, nestas férias, refiz o trajeto novamente com meu esposo e sentamos na mesma praça, mais de quarenta anos depois. 

Prefeitura de Porto Alegre e prédio Comendador Azevedo

 Em frente à Prefeitura

 R. Gen. Câmara - Porto Alegre

Praça Sen. Florêncio ou da Alfândega - Porto Alegre

5 comentários:

  1. Bom dia amiga
    Que lindo, você e seu esposo sempre passeando, admiro muito isso, vocês são criativos demais, achei legal voltarem ao local após 40 anos. Bjs querida

    ResponderExcluir

  2. Olá amiga, vim desejar-lhe uma excelente semana.
    Beijos Marie.

    ResponderExcluir
  3. Celina, que legal essa história... essas lembranças... e olha, 40 anos depois fazer o mesmo trajeto e sentar na praça pra conversar, que delícia!

    Mas é verdade amiga, hoje em dia todos almoçam correndo, meio que engolem a comida. Duas horas de almoço é um luxo que só tinha naquela época...rsrsrs. Hoje mal 1 hora e a correria recomeça.

    Super beijo.

    ResponderExcluir
  4. Que recordação boa Celina. Deve ter sido maravilhoso viajar e reviver esses momentos com seu esposo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá minha amiga!
    Consegui acessar o seu blog.
    Que lindas recordações.
    Vcs são muitos especiais e do Senhor.
    beijos

    ResponderExcluir