terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Histórias em 77 palavras

Ainda viajando, tomei um tempo para atender ao desafio da escritora Margarida: escrever uma história em 77 palavras em que alguém é enganado de alguma forma.
Escrevi a seguinte, sobre uma experiência real na casa de minha mãe, em que há uma parreira... Vocês vão ler.

Na pousada

Foi o assunto do café da manhã. Todos havíamos escutado
algo como um corpo impulsionado levemente pelo vento, flutuando 
sem chegar a firmar-se no solo. Um ruído tênue mas repetido regularmente. 
As luzes tinham-se acendido. Ninguém conseguiu avistar alguma fonte para o barulho.
Correram várias hipóteses pela mesa - ovnis,drones - e o tema mudou para o desemprego
dos entregadores.
À tarde,  no jardim, ouvi nitidamente o mesmo flutuar suave. Voltei-me: o sabiá, planando, nos enganara a todos.




                                   Claudio, com a colheita de uvas

2 comentários:

  1. Olá Celina
    Que legal conhecer sua experiência real. Você escreve muito bem, parabéns. Bjs querida.

    ResponderExcluir
  2. Participação excelente, Celina!
    Linda colheita de uvas.
    Boas férias.
    Agora já sou vó outra vez/11/Janeiro! Aleluia!...
    Bjs

    ResponderExcluir