segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Mudanças nas palavras e na vida

Hoje pela manhã, li a seguinte reflexão de William G. Johnson:
"(..) Em minha infância na Austrália, essa palavra (wrinkly) era um adjetivo que se referia às dobras formadas na pele devido à preocupação, idade ou fadiga. Hoje em dia, entretanto, os australianos a utilizam como um substantivo para designar uma pessoa dotada cronologicamente. Ou seja, para eles, wrinkly é alguém idoso.
Isso me leva a refletir sobre os primeiros cristãos e o desafio que enfrentaram ao tentar escrever a respeito de Alguém que está além das palavras. (...)
Como falar ou escrever sobre o Homem que excede a habilidade da linguagem para expressá-Lo? Inventando novas palavras, um novo vocabulário? Não seria uma má ideia, mas não ajudaria em nada. Ninguém entenderia coisa alguma do que fosse escrito. A outra maneira (que na verdade é a única maneira) é pegar palavras que já existem e dar-lhes um novo significado.
Foi exatamente isso que os primeiros cristãos fizeram. Eles encontraram, por exemplo, uma palavra muito, muito antiga, charis, e atribuiram-lhe um novo significado. Essa palavra, que originou palavras como "carisma" ou "carismático", inicialmente era empregada no sentido de "favor".
(...) Entretanto, a palavra charis foi utilizada de forma predominante no Novo Testamento com um sentido novo: "graça". Não mais apenas favor, mas o favor de Deus, demonstrado a nós através de Seu filho amado. Favor sem mérito algum (...)"
Como sou professora de Português, apreciei primeiro esse texto porque falava de palavras, mas, refletindo mais, a partir daí, vi que tornar-se cristão importa também em modificação de sentido das palavras e da vida. Um não cristão, dificilmente lembrar-se-á de Jesus ao ouvir a palavra "graça". Da mesma forma, dificilmente usará de bondade com  pessoas que não apresentem mérito ou que lhe sejam hostis.
Para o cristão, surgem outros valores. Surge Jesus como modelo de vida.

3 comentários:

  1. Oi! Também essa meditação... Bela reflexão você fez. Mas vim avisar que estou com internet novamente e pretendo voltar a cuidar um pouquinho dos meus blogs mas, comecei visitando as amigas, o que é mais importante e me faz matar a saudade! Bom restante de semana, Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Celina!
    Também li esse devocional e achei maravilhoso.
    É verdade, ser cristão não pode ser meramente palavras, mas ter uma vida segundo os ensinamentos do Mestre, de Cristo, que em tudo nos deu o exemplo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  3. oi Celina !!
    bela reflexão
    tenha uma noite linda querida

    ResponderExcluir