sábado, 14 de setembro de 2019

Versículos e primavera

Em 2011, resolvi fazer uma pausa em minhas atividades e fiquei muito feliz em me afastar do serviço. Mal sabia, que algum tempo depois, voltaria às mesmas atividades.
Mas nesse tempo de repouso das atividades rotineiras, resolvi criar um blog para divulgar versículos da Bíblia. E assim criei o Versículos para hoje, para ser lido por aqueles que amam as mensagens da Palavra.
Hoje escrevo bem pouco naquele espaço, mas inicialmente postava diversas mensagens a cada semana.
Olhando os arquivos, vejo que o primeiro post foi em setembro de 2011 então o blog  completa neste mês oito anos.
Sendo o mês da primavera, resolvi escrever lá sobre o que chamei de a "Quinta estação". Se apreciar as mensagens religiosas, busque ler esse post e deixe lá seu comentário. 

Sobre os sinais de primavera, hoje à tarde, vou sair e registrar em alguns cliques os ipês brancos que estão florescendo agora, creio que um pouco mais tarde que em anos anteriores. 
Completamos na última semana cem dias sem chuvas em Brasília, embora nossos reservatórios neste ano estejam com o nível bem aceitável para a época, 82% e 94% nos reservatórios locais do Descoberto e de Santa Maria. 
O céu está bem azul, mas creio que até o fim do mês chegarão as primeiras chuvas desta estação.  
É mais uma marca da primavera aqui - o reinício das chuvas.
Volto mais tarde com os cliques.

 






quinta-feira, 5 de setembro de 2019

Setembro e dia do irmão

Setembro, mês da primavera. Os ipês, agora os amarelos, aqui estão muito exuberantes.
No início de setembro, encontro o registro na internet da comemoração do Dia do irmão, no dia 5, hoje.
Registro aqui que tenho três irmãos, duas irmãs no Rio Grande do Sul e um irmão em São Paulo. Faz alguns anos que não nos encontramos os quatro. Nós três irmãs nos encontramos para um passeio em Gramado e depois em Porto Alegre há um ano e meio.
Meu irmão está marcando a inauguração do jardim novo para este ano. Talvez consigamos nos reunir novamente.
Mas aqui vai a foto dos quatro. E continuamos unidos pela comunicação através da internet. Muito bom ter irmãos.





Abaixo, mais ipês.


É preciso fotografá-los rápido. As folhas logo caem.

Lembro o versículo: "Seca-se a erva e murcha-se a flor mas a Palavra do Senhor permanece para sempre."Isaías 40:8

E o versículo de hoje: "Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros."Romanos 12:10



sábado, 31 de agosto de 2019

Final de mês

Aqui estamos no fim de mais um mês - atingindo dois terços do ano. Tivemos um mês com vários momentos muito alegres -  comemoração do aniversário do Lucas, nosso neto número um, comemoração de formaturas - da minha nora e da namorada do Lucas. 
Também tivemos o Dia dos Pais, com confraternização familiar, Dia do estudante, com comemorações nas escolas.
Outra comemoração foi com a família de meu filho em Anápolis, conhecendo novo parque. Esse dia ficou registrado de forma muito agradável em nossa memória.
Neste final de inverno em Brasília, pude admirar várias plantas floridas. Aprendi o nome de algumas, através de dicas de nossa querida colega blogueira, a Anete.
Admiramos alguns ipês floridos - amarelos e brancos, se bem que aqui perto de minha casa poucos ipês brancos floresceram.
O nascer do sol e o pôr-do-sol também nos deleitaram aqui em Brasília.
Vamos seguindo para o novo mês, com nova estação e talvez com reinício de chuvas por aqui, que estamos em plena estação seca.
Lembremos da passagem do tempo e do suceder das estações - comandados pelo Criador.

"Ele muda os tempos e as estações (...) dá sabedoria aos sábios e conhecimento aos entendidos." (Daniel 2:21)





                                                                        hibisco


                                                               
                                                                 grevílea


                                                      acácia branca ou moringa

                                                                   
                                                                     escova de garrafa

                                                     nascer do sol, da minha janela

quarta-feira, 28 de agosto de 2019

Parque novo

Novo para nós o Parque da Liberdade em Anápolis. Nós o visitamos com meu filho e a família dele no último fim de semana.
Quando vamos visitá-los, gostamos de aproveitar a tarde para dar um passeio. Meu neto sugeriu conhecermos esse parque. Como não conhecíamos o lugar,  precisávamos de um aplicativo para nos guiar. Ocorre que já usara o telefone de manhã e a bateria estava com uma carga baixa. Mesmo assim, saímos.
No caminho, vi que teríamos pouca chance de tirarmos algumas fotos, porque precisávamos utilizar o aplicativo para achar o caminho.
Quando surgiu a informação de que faltavam 5 minutos para chegar a nosso destino e que deveríamos virar à direita, a bateria terminou.  
Felizmente estávamos ao lado de um posto de gasolina e meu filho resolveu pedir informações ali. O frentista não sabia indicar o  caminho, mas sugeriu que carregássemos ali o telefone. Quinze minutos depois e com 15 por cento de bateria, continuamos. Seguindo as indicações do aplicativo, logo chegamos ao parque, que é bem bonito, e estava sendo utilizado por várias famílias para piquenique, não obstante a grama seca, pois estamos na estação sem chuvas no centro-oeste. 
O parque fica numa depressão e a parte mais baixa foi utilizada para um lago. Os lados da depressão em volta estão gramados e plantados com árvores e alguns arbustos floridos. Há muitas mesas e bancos para piquenique.
Ainda pudemos registrar algumas fotos.  
A história presta-se a algumas lições: prudência e planejamento são necessários, mas às vezes nossa falta de cuidado é coberta pela graça e Deus nos presenteou com um belo passeio, mesmo sem termos planejado corretamente os detalhes.
Isso nos deixou felizes e agradecidos.





 

domingo, 25 de agosto de 2019

De Sálvias, Mussaendas e Alpínias

Tive esta semana uma feliz interação com a amiga Anete, querida autora do blog Ciranda de Frases e do Vida e Plenitude.
Ao visitar o estacionamento de um hospital aqui perto de minha casa, observei uma flor em cachos, rosa, com  aparência aveludada, e a fotografei. Como sei que a Anete é conhecedora de flores, perguntei a ela o nome da flor. A resposta identificou a flor que me encantara: a Mussaenda.
Anete ainda fez surgir em mim a curiosidade para conhecer a Justícia. Pela foto que vi desta, achei semelhante às flores do jardim de minha igreja.
Hoje as fotografei e mandei à Anete. Ainda não conheci a Justícia. mas sim as delicadas Sálvias e a Alpínia. Nossa amiga chamou atenção para os detalhes em cada planta. As sálvias têm folhas pequenas, a planta é mais baixa e delicada. A Alpínia tem uma planta mais alta e imponente.
Três flores de coloração rósea e vermelha e que nos mostram o amor com que o Criador preparou esta terra como um lindo lar para habitarmos.
Boa semana a todos! Grata mais uma vez pela interação com a Anete!


                                                      Mussaenda


                                                                           Sálvia


                                                                       Alpínia

sábado, 24 de agosto de 2019

10 anos - Inteligência espiritual


 frases-de-férr

Sou de uma família que se reunia todos os dias pela manhã e à noite para orar e ler a Palavra. Portanto a existência da transcendência espiritual é presente em mim.
Muitas vezes na minha infância e juventude nos reunimos em família para cantar hinos de louvor e até hoje eu e meus irmãos, de uma forma ou outra, continuamos com essa tradição. Eu o faço pelas manhãs, quando, junto com meu esposo, oramos pelo dia que começa.
Ao entrar no blog Espiritual-Idade, da querida Rosélia, lembro de três personagens bíblicas: as três são compositoras de lindos cânticos. Miriam, irmã de Moisés  criou um poema de gratidão, após o povo atravessar o mar Vermelho a seco, e livrar-se da perseguição do faraó opressor.
Mais tarde, Ana seria inspirada a cantar em gratidão ao ter atendida sua prece, pois não tinha filhos e era desprezada, mas, orando, foi atendida e nasceu o profeta Samuel, que desde criança foi dedicado ao serviço sagrado.
A própria amiga nos lembra da terceira mulher compositora de louvor: Maria, ao receber a visão de um anjo que lhe anunciou o nascimento de Jesus, através dela. Daí a frase "O Senhor fez em mim maravilhas."
Pois, quando visito o Espiritual-Idade, muitas vezes vejo os poemas que louvam a Deus e agradecem e me maravilho com a visão de mundo da Rosélia, que é agradecida pelo mar, pela flor e pela folha que contempla em suas caminhadas diárias. Esses poemas nos transmitem a necessidade de manter contato com o transcendente e de olhar o mundo a nossa volta com um agradecimento e um louvor nos lábios. Essa visão de mundo que percebe a necessidade do olhar ao transcendente, a Deus, para nós, cristãos, é a inteligência espiritual ou a sabedoria divina  inspirando nossa vida.
Querida Rosélia, muitas felicidades te desejo neste décimo aniversário do Espiritual-Idade e muitas vezes mais desejo visitar-te e louvar junto contigo pelas maravilhas do Criador!

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Brincando de poesia


Céus coloridos de várias cores,
No amanhecer, no pôr-do-sol.
Castelos feitos de branca areia,
Ao pé do mar, numa manhã.
E borboletas com móveis asas
Sobre uma flor, cheias de cor.
Não se demore pra fixá-las
Com os seus olhos,
Ou celular.
Pois seu encanto não é apenas
O colorido tão singular,
Nem a beleza ou  a leveza,
Ou movimento a saltitar.
É a passagem só num momento,
É o estar e o desfazer-se,
É o instante a caminhar.



Brincando com as palavras para responder à convocação em Chica brinca de poesia.  


Publicando também aqui.