quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Ainda em férias

Olá, colegas dos blogs!
Ainda estou em férias, assim como a maior parte dos professores e  alunos no Brasil. São as férias de verão.
Na próxima semana, vou fazer um passeio a uma cidade próxima - Caldas Novas, à qual não me canso de voltar, já que amo os banhos termais, além de term um bom efeito para alguns problemas de saúde.
Gostamos muito da primeira parte das férias, em que conhecemos a linda cidade de Maceió. 
Nesta semana, visitei um lugar bonito aqui de Brasília, o Pontão, uma espécie de parque à beira do Lago Paranoá, com calçadas  para passeio e ainda com a ornamentação de Natal - lindas árvores coloridas que ficam iluminadas à noite. Há ali também passeios de barco e muitos restaurantes. Fui até o Pontão com meu neto Lucas, que mora conosco, e com meu neto Mizael, que está nos visitando.






Se desejarem saber mais um pouco sobre Maceió,  escrevi  sobre a visita a essa cidade em :

Viajando em família

Boas férias e boa semana a todos!

sábado, 5 de janeiro de 2019

Em férias


Estou passando os primeiros dias de férias na cidade de Maceió, que não conhecia. Ela tem uma extensa orla marítima e já vimos uma grande parte dessa orla. 
Estamos hospedados na praia de Pajuçara, numa área onde há muitos hotéis e flats, a praia está sempre com muitos visitantes.
No primeiro dia, ficamos numa pousada, mas dia 2 de janeiro viemos para um flat e estamos nos sentindo em casa, com Cláudio fazendo as vezes de chef e eu ajudando na organização. Vemos o mar da varanda do apartamento e geralmente está muito azul.
O passeio de que mais gostamos até agora foi o passeio às piscinas naturais, quase aqui em frente do prédio. Há várias embarcações rústicas atracadas - são as jangadas. Os jangadeiros (donos e pilotos dessas embarcações à vela) todos os dias de manhã vêm para a praia esperar os turistas para fazerem o passeio até uma área próxima do mar, onde há piscinas naturais com águas rasas na maré baixa. Os jangadeiros conhecem o horário das marés baixas, que têm relação com as fases da lua. 
Eu tive um certo receio da travessia, mas gostei muito depois. Usam-se coletes salva-vidas. A água é realmente rasa nas piscinas, e pode-se ficar ao lado de peixinhos coloridos. Um fotógrafo vende fotos subaquáticas - para os que mergulham, alguns vendedores vendem petiscos num barco que faz as vezes de bar.
Há muitas pessoas em volta dos barcos nesses momentos de maré baixa, que ocorrem pelas manhãs.Estamos fazendo planos de voltar ao lugar num dos próximos dias.





Também fizemos um passeio ao vizinho município de Marechal Deodoro, onde fica um polo de turismo gastronômico às margens da lagoa  Massagueira e fomos até a Praia do francês, que é muito famosa. Lá o mar é ainda mais azul que na praia em que estamos e é muito lotada. Há muitas lojas com produtos de artesanato e com produtos para banho nas redondezas, assim como grandes pousadas. 




terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Janeiro

Janeiro novamente. Abre-se o ano, como uma nova estrada a percorrer.
Ela é ladeada por uma paisagem verde, pavimentada de esperança e sonhos.
Vamos  alegremente por esta estrada, com cada amor  existente em nossa vida,  e com cada amigo que nos acompanhar!
Serão 365 dias em que teremos escolhas a fazer para que a estrada seja melhor e mais alegre.
Só temos a pedir a Deus que nos dê fé para acreditar no êxito da caminhada e confiança na mão que nos estende. 
Feliz 2019 a todos!


                                                        Primeiro amanhecer de 2019!


quarta-feira, 26 de dezembro de 2018

Última semana do ano

Nesta última semana do ano, vale refletir sobre o que recebemos de Deus para elevar o coração em agradecimento.
O Senhor nos levou por lugares lindos da terra e contemplamos a criação.
Ele nos conservou junto a nossos familiares e pudemos regozijar-nos na companhia dos queridos.
Ele nos permitiu trabalhar e ter momentos agradáveis durante as horas de labor, permitiu também resolver cada problema surgido na vida profissional.
Ele nos concedeu vida e saúde e inteligência para seguir obtendo mais conhecimento e também nos concedeu  o desejo de estudar a Palavra.
Como diz o salmista, "Ensina-me a fazer a tua vontade, pois és o meu Deus. O teu Espírito é bom; guie-me por terra plana." Salmos 143:10
Que assim seja também no novo ano para nós e para os amigos leitores. Lindo 2019 a todos! 




















terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Aventura de Natal



Meu filho disse  alguns dias atrás a meu neto Lucas que este é privilegiado por passar sempre o Natal com duas avós em duas casas, já que comemoramos em minha casa a data com um almoço dia 25 e na casa da outra avó é usual a tradicional ceia no dia 24. É verdade, mas nem sempre é muito fácil operacionalizar isso.
Este ano, a família de D. Luíza, vamos chamá-la assim, resolveu passar o Natal numa cidade próxima, Pirenópolis, onde têm uma casa para finais de semana.
Resolvi então ir buscar o Lucas para o almoço. Só que, como a cidade de Pirenópolis fica a duas horas de nossa cidade, Brasília, o mais prático seria ir na véspera.
Lembrei que minha irmã viria passar o Natal conosco. Perguntei e fiquei sabendo que chegaria às 18h. Depois de retirar as bagagens, deveríamos sair do aeroporto às 18h30. 
Olhando no site, verifiquei que a pousada que havia marcado fechava o check-in às 19 horas. Liguei para lá e me asseguraram que não haveria problema em chegar mais tarde. O mesmo não aconteceu na pousada marcada por minha irmã, que foi irredutível em recebê-la apenas até 19horas. Ela marcou então outro lugar.
À tarde teríamos de levar algum material para o almoço à casa de meu filho, onde seria a reunião. Após essas providências, chegamos ao aeroporto e o avião onde viajava minha irmã chegou pontualmente. Só tivemos problemas no último trecho da viagem até Pirenópolis, porque choveu, estava escuro e havia buracos na pista. Resultado: chegamos às 21h30 e a segunda pousada marcada por minha irmã estava fechada, mas conseguimos telefonar para o proprietário que veio para deixar com ela a chave da suíte e depois partimos para a que havíamos reservado. Lá fomos bem recepcionados e pelas 22h30 estávamos jantando na R. do Lazer.
Minha irmã gostou tanto do passeio que o denominou "bônus extra de Natal".
Hoje de manhã, Lucas entrou logo em contato conosco e o buscamos na casa da família, retornando para o almoço com a nossa, após algumas fotos em Pirenópolis, que minha irmã não conhecia aquela cidade histórica.
Foi um Natal bem movimentado, mas tive o privilégio de reunir pela primeira vez depois de vários anos todos os netos no Natal, os oito. O almoço foi um momento muito agradável e só tenho a agradecer as bênçãos recebidas neste dia. Valeu a pena a pequena aventura de Natal.









quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

Passeios de Natal

Passeando nesta época de Natal, gosto de admirar as luzes, os motivos utilizados para decoração, as pessoas percorrendo os cenários para fixar em fotos esse momento.
São muitas crianças e famílias percorrendo os shoppings. Outras pessoas apenas se interessam pelas compras, carregando muitas sacolas. É o Natal comercial.
Passei por três shoppings ornamentados para o Natal aqui na cidade. Um deles usou como motivo central a figura do Papai Noel com um trenó e renas, mas havia também anjos iluminados com suas trombetas, lembrando a história do nascimento de Jesus.
Num outro shopping, havia guirlandas de Natal mescladas com uma decoração lembrando os minions, personagens de filme de aspecto estranho, muito popularizados. Não achei uma explicação para essa associação - minions e Natal.
Hoje fomos com Mizael, meu neto número dois, que mora numa cidade próxima e está nos visitando enquanto faz  um rápido estágio nas férias, a um shopping muito visitado, famoso pela sua decoração nesta época. Na área central, há até algumas pequenas praças revestidas de madeira, com alguns bancos, num nível um pouco abaixo do passeio, que possibilitam a admiração desses cenários.
Havia uma árvore de Natal muito alta, outras menores em volta, lugar ideal para nós que apreciamos fotos. Mas o motivo central da decoração eu descobri algum tempo depois. Eram caixas suspensas acima das árvores menores e ao lado da árvore maior, e caixas imensas bem no centro do conjunto - todas amarradas com lindos laços vermelhos - os famosos presentes de Natal. Havia ainda grandes bolas reproduzindo as que são colocadas na árvore de Natal. No último ano, achei por ali um presépio, mas não este ano.
É a outra parte da festa do Natal - a festa comercial.
Mas ainda estou procurando achar um presépio neste mês associado à decoração natalina. Volto com notícias.





sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

Interação fraterna de Natal

Entre as luzes do Natal,
figuras de anjos do Céu
celebram divino Amor,
cantando  novas alegres
da chegada do Menino,
nosso Rei e Salvador.

Na noite fria, os pastores,
com calor nos corações,
partiram, indo a Belém
entre celestiais canções,
para levar à Criança
seu amor e adoração. 



As luzes do Natal nos lembram do amor de Deus. 
Que o Menino traga amor também a nossos corações,
para que o espalhemos pelo mundo. Esta minha mensagem para a 
interação fraterna do Natal, da amiga Rosélia do blog Espiritual-idade.
O Senhor esteja com você, Rosélia, e conosco ao lembrarmos do primeiro Natal!