sexta-feira, 26 de agosto de 2016

Depois das Olimpíadas


Ainda sobre as Olimpíadas, registro ainda  a criatividade da cerimônia inicial e do encerramento com beleza plástica e simbólica. Nasce uma árvore, representando as que foram plantadas no início do torneio. Algo surgirá desses jogos - um bosque, escolas, os edifícios serão reutilizados para o crescimento do esporte no Brasil
Que nosso país continue crescendo e sendo reconhecido no cenário mundial.
E logo chegam as Paralimpíadas. Vamos continuar torcendo por pessoas que têm o seu grande objetivo na vida ligado ao esporte.

Que os brasileiros sejam felizes em seu país!



domingo, 21 de agosto de 2016

Count down - Rio 2016

Acontece a nova  temporada de programação jovem religiosa na nossa igreja, começando em agosto com esta de ontem à noite: Count down - Rio 2016.
Numa programação temática, com ornamentação e conteúdo ligado às Olimpíadas, a programação apresentou a metáfora da corrida da vida cristã, como mencionada pelo apóstolo Paulo na Bíblia.
Conforme Paulo, participamos de uma corrida rumo ao céu - daí a ligação com o título geral das programações - Count down.
Os dois apresentadores representaram atletas chegando ao Rio de Janeiro para representar as Olimpíadas, não faltando o aeroporto e a esteira de bagagem.
O diretor jovem Pasold passou e falou sobre a história das Olimpíadas. Houve concurso sobre as Olimpíadas, com premiação e ajuda da orquestra, da assistência e da esposa do participante Tiago.
O cantor Wagner Dida apresentou lindas canções como "Quem imaginou" e "Milagres de Jesus".
Houve louvor congregacional, liderado pela banda jovem e ministério de louvor. 
A mensagem bíblica foi passada pelo pastor Ivan Góis, que também contou alguns trechos de sua vida quando jovem em entrevista, enfatizando a recepção de jovens não cristãos em famílias cristãs e as consequências benéficas no futuro. Depois de entrar em contato com uma família cristã, mais tarde o pastor passou de fã de rock secular a pregador.
Tempo precioso é o dedicado a passar mensagens de esperança e transformação  cristã aos jovens.









 

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

Brasil nas Olimpíadas

O Brasil  participou e torceu ativamente nestas Olimpíadas 2016, realizadas no Brasil.
Agora mesmo, estamos assistindo pela TV à partida de classificação para os finalistas da categoria futebol masculino. O Brasil marcou 4 gols contra Honduras e praticamente, ao final da partida, encontra-se habilitado a disputar a medalha de ouro. Parabéns para nós.
Hoje de manhã, no hipismo, o Brasil classificou-se em 5º lugar por equipes e ficou fora dessa premiação. Temos ainda possibilidade de classificação individual na sexta-feira.
Houve medalhas que nos alegraram em outros esportes, como judô, box, maratona marítima, salto com vara, vela. E agora no sábado 20 tivemos a medalha do futebol masculino.
Estamos chegando mais perto dos países competidores que apresentam mais medalhas, embora, numericamente, a diferença seja muito grande. Tenho acompanhado o Brasil atualmente próximo à 15ª colocação quanto às medalhas.
Vejo o esporte como importante elemento para formar bons cidadãos, com impacto na educação e conscientação da participação na sociedade. Aqui em casa, filhos e netos participaram de esportes como natação, futebol, hipismo, karatê, como parte de sua formação. Mais do que medalhas, essa participação rendeu alegria, motivação, disciplina, entrosamento.
Para a felicidade de nossos jovens e de nossa nação, vamos continuar torcendo e investindo (como país) os esportes como elemento formador de uma sociedade sadia.

sábado, 13 de agosto de 2016

Bênçãos da semana - 20 anos






  
 


Hoje é um dia muito alegre e de muito agradecimento pelas bênçãos recebidas.
Nosso neto Lucas, que mora conosco desde o nascimento dele, completa 20 anos.
São vinte anos de um percurso agradável, com muitas satisfações para nós, claro que não sem dificuldades.
Estamos morando agora  perto da Faculdade em que estuda Direito, já no quarto semestre, e da repartição onde cumpre um estágio, já se preparando para trabalhar.
Com muita alegria também dividimos com ele momentos de louvor na igreja.
Sem esquecer de eventos em conjunto com a Sarah, a gentil e bonita namorada do Lucas.
Por tudo isto, temos a agradecer a Deus. Estas são bênçãos nesta semana e nestes anos todos!

Concluo com meus parabéns ao Lucas e com este versículo:

"Lembra-te também do teu Criador nos dias da tua mocidade !" (Eclesiastes 12:1)









sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Brasília e os ipês


 "Alegre-se o campo e tudo que há nele; então se regozijarão todas as árvores do bosque." Salmos 96:12

E Brasília continua florida no inverno, agora com os ipês brancos, que eu acho raríssimos e só percebi pela primeira vez no último ano. 
Creio que florescem por pouco tempo e em apenas alguns locais, por exemplo aqui perto de casa, na Av. L2.

segunda-feira, 8 de agosto de 2016

A história de Rafaela Silva









Assistimos hoje à conquista da medalha de ouro pela judoca Rafaela Silva.
Depois de renhidas disputas com categorizadas desportistas oponentes, Rafaela foi campeã na última das disputas, e tornou-se campeã olímpica.
Soubemos então, através da TV, de sua história. Nasceu no próprio Rio de Janeiro, cidade onde conquistou a medalha, numa comunidade carente, a Cidade de Deus.
Desde a infância, aprendeu judô numa instituição chamada Instituto Reação.
Pudemos, a propósito, assistir às cenas de alegria no Instituto ao observarem cada luta vencida por Rafaela.
A judoca é atualmente universitária e deve formar-se em Psicologia, pretendendo atuar como Psicóloga na área esportiva.
Parabéns à judoca, a sua família e a todos que contribuíram para ser possível sua carreira vitoriosa!
Que a educação em todas as áreas torne muitas crianças brasileiras como Rafaela Silva vencedoras!





                                            Judocas premiadas no pódium da Olimpíada

A história de Majlinda

Apreciei ouvir pela TV a história de Majlinda Kelmendi, atleta judoca de Kosovo. 
Na última Olimpíada, lutou usando o quimono de um outro país da Europa Oriental, pois Kosovo, país que se originou da cisão da Iugoslávia, ainda não havia sido aceito pelo Comitê Olímpico Internacional.
Mas ela desejava competir ainda por Kosovo. Continuou treinando arduamente e teve agora a recompensa: além de competir por seu próprio país, já reconhecido pelo COI, obteve a medalha de ouro em Judô, na sua categoria.
Imagino como deve ser grande sua alegria. Kosovo, que tem pouquíssimos atletas na Olimpíada (tendo mais uma atleta registrado uma vitória hoje),  foi bem representado pela medalhista Majlinda. 
A dedicação ao esporte e a um país são feitos  que merecem elogio.