quarta-feira, 18 de julho de 2018

Férias com Giovanna



Nesta semana, temos todas as manhãs a companhia animada e graciosa de nossa neta Giovanna, uma das mais jovens, com seus 6 anos de idade.
Meu filho resolveu dar à Gigi uma semana de atividades na colônia de férias da associação de classe à qual é filiado.
Assim, todos os dias ele sai um pouco mais cedo de casa e traz Giovanna para ficar em nossa casa, que é próxima do serviço dele e do clube onde se realiza a colônia.
No primeiro dia, fui acompanhá-la junto com o pai, para saber onde fica o clube - já que fui credenciada para buscar a menina, se necessário. Vários pais e mães em roupas sociais de trabalho levavam seus pequenos, registrando fotografias. Um grupo de animadores, caracterizados como personagens de histórias infantis atuais, recepcionava as crianças. Chamou-me a atenção uma figura alta e loira, com luvas brancas e vestido azul. Perguntei no dia seguinte se aquela personagem era uma fada. Giovanna me informou que não: era uma princesa, a Frozen, e respondeu também à minha próxima pergunta:não, ela não iria mais, tinha ido só para animar o primeiro dia.
Aprendi os passos para preparar Gigi para suas atividades: seleção das roupas, banho, cremes para o cabelo e para a pele, penteados, incluindo um rabo de cavalo para o dia em que a piscina é usada, mochila. Meu marido está aprendendo a conviver com seu gosto exigente quanto ao menu, já que ele prepara os alimentos. Ela gosta, por exemplo, de um certo achocolatado e não adianta apresentar outro.
Dois outros netos já estão acostumados a ficar sozinhos em nossa companhia, mas é a estreia de Giovanna sob nossa assistência de avós. 
E assim seguem as férias de inverno.




sábado, 14 de julho de 2018

Um dia diferente

O dia começou quando um ciclo acabou. No azul do céu claro havia uma sensação de felicidade.

Esperei que meu marido acordasse lembrando da data. Refletimos em alguns textos, agradecemos  e nos vestimos para o café da manhã.

A água estava maravilhosamente quentinha e o almoço no restaurante, de onde se via o bosque e a piscina de pedra, foi delicioso.


À tarde, mais banhos e calor e um lanche no apart. Agora, esperar o próximo aniversário.





Este texto responde ao desafio 145 do blog Histórias em 77 palavras, enquanto comemora meu aniversário, no último dia 10. Bom fim de semana a todos. Graças a Deus pela vida!

domingo, 8 de julho de 2018

Festas julinas






Vou contar como foram as festas regionais julinas nas escolas em que leciono. Na realidade, as festas são originalmente em junho e lembram festas religiosas em homenagem a santos da igreja católica, mas atualmente tornaram-se festas regionais comemoradas geralmente nas escolas públicas, para lembrar as tradições populares.
Este ano, como estamos na época da Copa do Mundo, armaram-se barracas homenageando os diversos países participantes. Por exemplo, eu estava cuidando da barraca da Espanha,se vendia pipoca. Uma colega ao lado estava na barraca de Portugal, onde havia canjica (leite cozido com milho) e curau (espécie de pudim de milho com canela em cima). Houve um concurso de painéis representando os países que valia pontos para uma gincana. A turma classificada em primeiro lugar terá como prêmio um dia num clube esportivo com churrasco.
A festa foi abrilhantada pela apresentação de dois grupos de dança típica - a quadrilha. Nessas quadrilhas, sempre há um par que representa um casamento na roça (interior do país). Numa das quadrilhas, havia um par vestido com as cores do Brasil, representando a torcida pela seleção brasileira, que ainda iria participar das quartas de final.
A escola ficou colorida e alegre. E assim chegamos ao fim do semestre confraternizando toda a comunidade escolar, pois as famílias também compareceram para saborear a festa.
Foi um dia bem agradável na escola e creio que os alunos apreciaram a organização da festa e também a participação no evento.


segunda-feira, 2 de julho de 2018

Mês de julho

Inicia-se o primeiro mês do segundo semestre do ano e o mês do meu aniversário. O assunto do momento ainda continua sendo a Copa do Mundo.
Na próxima semana começa o recesso escolar que se prolonga até o final de julho.
Devo viajar para uma cidade próxima onde pretendo recrear-me na semana de aniversário na companhia de meu esposo.
Logo mais no fim do mês, teremos o dia dos avós, ao qual dou muita importância, porque tive a companhia de minha avó na infância e sei o quanto essa companhia é amada pelas crianças e sei também da importância dos conselhos dos avós. Como sabem,  tenho oito netos e costumo programar visitas a eles. O mais velho, que cursa uma faculdade próxima, reside conosco.
Este mês me alegra, devido ao período de recesso e ao meu aniversário.
Agradeço a Deus por estar próxima de mais uma data natalícia com vida e saúde.


sábado, 30 de junho de 2018

Passeio e versículos

No último dia do mês, estive à tarde passeando com minha irmã, que se despedia da cidade e da região, por onde viajou durante dez dias. Passamos por alguns monumentos e palácios de Brasília aqui perto de casa e registramos algumas fotos desses cartões postais.



Aqui temos as imagens do Palácio da Alvorada, residência oficial dos presidentes, do Congresso, onde trabalham os representantes do povo, para formularem leis, do Palácio Planalto, de onde é dirigido o país, e da escultura Dois Candangos, que representa o povo trabalhador - no caso os construtores de Brasília e primeiros moradores da cidade.

Como é último dia do mês, registro dois versículos que me marcaram nas leituras bíblicas de junho:

"Graças, porém, a Deus, que, em Cristo, sempre nos conduz em triunfo e, por meio de nós, manifesta em todo lugar a fragrância do seu conhecimento. Porque nós somos para com Deus o bom perfume de Cristo (...)" II Coríntios 2:14 e 15

Espalhemos o bom perfume.


quarta-feira, 27 de junho de 2018

Final de junho

Chegando ao final do mês, hoje com muito festejo pela classificação do Brasil para a segunda fase da Copa do Mundo. Meu neto assistiu ao jogo na casa de meu filho Moisés, onde toda a família estava uniformizada e parece que também a casa tinha uma ornamentação especial.
As escolas em que trabalho se preparam para as tradicionais festas juninas, que serão julinas este ano, ensaiando as quadrilhas. 
Alguns alunos terão aulas de recuperação durante os ensaios, é certo ... e não estão nada satisfeitos.
Aqui em casa nesta semana tivemos visita. Minha irmã, que mora no sul do Brasil, esteve em visita e com isso ficamos muito felizes.
Na escola de música, estamos nos preparando para a apresentação final do semestre da orquestra formada pelos alunos de instrumentos de cordas. Logo mando algum vídeo. As músicas para ensaio estão sobre meu teclado para que eu me lembre sempre de praticar um pouco.
A primeira metade do ano chega a seu final, logo teremos um recesso e tempo para uma pausa para descanso. Agradecemos pelas bênçãos recebidas até aqui em 2018.

quinta-feira, 21 de junho de 2018

Inverno

Começa hoje o inverno. A temperatura aqui em Brasília, onde moro está em 13 graus. Mas no sul do Brasil, está bem mais frio, com 7 graus ou menos.
Minha amiga Cida Kuntze, de Compartilhando bênção, me presenteou com algumas fotos de uma festa celebrando o início do inverno para confraternização de jovens cristãos.
Na festa, os jovens confraternizaram em volta de uma fogueira, que  serviu para reunir e aquecer os meninos.