sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Duas vezes graça

O autor do livro para Meditações que lemos toda a manhã aqui em casa, William Johnson,  contou esta semana em duas etapas a história da graça na vida de um homem que era ateu.
Victoria e Orestes se conheceram em Cuba, quando tinham 16 e 18 anos, e casaram. Ambos eram membros dedicados do partido comunista. Logo após o casamento, Orestes foi enviado para a União Soviética e, anos mais tarde, já na década de 1980, voltou lá com a família, quando já tinham dois filhos.
Embora Victoria fosse dentista, seu diploma não foi reconhecido e teve de trabalhar numa fábrica de envase de garrafas, onde machucou seriamente a mão. Levada para o hospital, uma medicação aplicada provocou grave reação adversa e ela ficou à beira da morte.
Orestes, naquele momento, viu uma saída e perguntou-lhe se acreditava em Deus. Ela disse que sim. Orestes então dirigiu a Deus a estranha oração de um ateu: " Deus, não creio em Ti, mas Vicky tem tanta fé! Por que não a ajudas, para que ela não morra?" A esposa restabeleceu-se e a vida da família mudou depois disso. Com a abertura política, Orestes pode ler livros que não podia ler antes e descobriu que muita coisa que aprendera na escola não era verdade. 
Voltaram ao país de origem, mas decidiram sair. Orestes teve de numa primeira ocasião deixar a família para trás, ao atravessar o mar com um avião a poucos metros de altura para não ser percebido pelos radares e assim chegar à base americana de Santa Clara. Chegou em segurança e passou a receber ajuda do próprio presidente americano e de outros políticos para liberar a família, mas Victoria e os filhos não foram liberados.
Orestes percebeu que a única saída para reunir a família seria uma ação desesperada e conseguiu um avião emprestado, marcando com Victoria um encontro em determinado ponto de uma estrada, em que ela usaria uma blusa laranja. Conseguiu avistá-la ao chegar, depois de atravessar mais uma vez o mar a poucos metros de altitude e aterrissou surpreendentemente na estrada, onde embarcaram Victoria e os dois meninos no avião. Tinha de decolar rápido e guiou o avião pela mesma estrada, mas antes que por meios normais o avião pudesse decolar a estrada acabou. Mais uma vez, a família foi salva pela graça e o próprio Orestes diz que era humanamente impossível decolar, atribuindo os créditos para tal façanha ao Deus em quem não acreditava cinco anos antes.
Jesus é a fonte da graça e neste livro de meditações, dia após dia, são contadas experiências em que a graça  transformou em bênçãos situações muito adversas. Assim pode ser em nossa vida, se nela reinar Jesus.

"Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a Sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade." João 1:14
Fonte: JOHNSSON, William G. Meditações Diárias - Jesus - a preciosa graça. CPB, Tatuí, SP, 2012.

2 comentários:

  1. Olá Celina
    Postagem edificante, a graça de Deus transforma as situações da vida. Uma tarde de alegria para você. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Com saudades venho desejar um feliz Domingo,
    tambem convidar você a partcipar do sorteio
    de 2 livros meus .
    Na lateral esquerda tem 2 selinhos
    leve para seu blog .
    Clik na imagem faz sua inscrição
    dizendo já estou com o selinho no meu blog.
    Quero participar do sorteio.
    Lembre-se são 2 dois de Portugal
    sendo que:um dos blogs colocou selo nos dois blogs
    para sua participação.
    Da 10 /09:012 é meu aniversário é um presente
    e uma união entre amigos.
    Além de contar com sua participação
    será um presente de vcs para mim também.
    São 2 livros um em cada blog vc pode participar
    colocando os dois selos.
    Beijos carinhos,Evanir..

    ResponderExcluir